Eucaristia: Encontro do Divino com o humano. Sacramento de Salvação e vida nova. Sacramento da Alegria.

A Paróquia Cristo Bom Pastor, em unidade com toda a Igreja celebrou nessa quinta feira, 20 de junho, a  Festa do Corpo de Cristo e reuniu fiéis das oito comunidades que a compõe, seminaristas e irmãs da Congregação de São José.

A celebração  da santa missa foi presidida pelo pároco Pe. Celso Copetti, concelebrada por padre Carlos, padre Esvildo e padre Vilmar, tendo como espaço escolhido o  pátio da matriz,  num clima de encontro,  comunhão e fraternidade.

UM POUCO DA HISTÓRIA

Essa festa foi iniciada em 1264 quando o papa Urbano IV mandou que toda a Igreja celebrasse esse dia para adorar a presença real de Jesus na eucaristia – Segundo a tradição, Jesus teria aparecido a uma jovem – Santa Juliana de Liège e pedido que se instituísse essa festa com três finalidades:
1 – aumentar a fé das pessoas na presença de Jesus na eucaristia,
2 – prosperar na prática das virtudes
3 – reparar as ofensas feitas ao Santíssimo Sacramento.

Na homilia, Pe Celso Copetti,  animou a todos e todas presentes a vivenciarem o Mistério da Eucaristia, acreditando cada dia mais na presença de Jesus nesse sacramento, praticando as virtudes em especial o amor aos mais necessitados e lutando contra as misérias causadas pela ausência dos princípios do Evangelho.

“A celebração de Corpus Christi é um momento mais que especial: é fundamental na vida de quem acredita em Jesus Cristo. Não existe cristão católico sem Eucaristia.  A Eucaristia é o fundamento de nossa fé, acreditar que Deus se faz presente pois nos ama. A Eucaristia precisa ser vivida e compartilhada por cada um, em seu coração,  no testemunho de vida e no serviço. Precisa ser compartilhada na vida em comunidade e com as pessoas que mais precisam do Cristo que é Amor. Cristo que se doa e quer permanecer na vida das pessoas, das comunidades e transformar a realidade de  misérias  do ser humano por causa do pecado em Sacramento de Vida Eterna e salvação. Jesus hoje chama cada cristão e cristã a viver a Eucaristia como sinal da partilha dos dons. No Evangelho Jesus olha para a multidão faminta, não é só fome material, mas também de ver em Jesus o Divino, que sacia a fome de justiça, de paz, de amor e Jesus ordena: “dá-lhes vós mesmos de comer”, motivando a cada cristão e cristã a colocar seus dons  a serviço e lutar para que todas as fomes sejam saciadas. Não esperar pelos outros, mas assumir o compromisso da Eucaristia. A multiplicação dos pães e dos peixes quer dizer que cada um e cada uma coloque a serviço aquilo que tem e possui. A Eucaristia é esse chamado de Jesus para a partilha, desde um bom conselho, uma mão para levantar o caído até o bem material que falta ao outro e causa a ele sofrimento. Assim fez Jesus. A benção desce sobre o povo quando ele  se dispõe a fazer comunidade e a comunidade celebra esses dons no Sacramento da Eucaristia. E unida celebra esse mistério da Eucaristia e celebra sua fé. Corpus Christi recorda a vida de Jesus, o mistério de sua entrega total a Deus e a comunidade.”

Após a comunhão o Cristo Eucarístico foi levado em procissão para cada uma das capelas de nossa Paróquia, que seguiu pelas ruas dos bairros dando testemunho desse Deus que caminha com o povo e se faz alimento. Cada comunidade carinhosamente, já de véspera, preparou tapetes coloridos, com aspectos de sua vivencia pastoral para esperar e honrar o Cristo Eucarístico. Muitas famílias também prepararam altares em frente suas casas, demostrando  agradecimento e compromisso com o amor de Jesus que  fortalece a luta cotidiana. “Preparar um altar em frente nossa casa é também um convite a Jesus Eucarístico para ficar conosco. Ele conhece nossas alegrias e dores”, ressaltou uma das família.

Assim fortalecidos com essa graça cada comunidade  fez um momento de adoração e se comprometeu a ser essa IGREJA VIVA, conforme afirma Papa Francisco: “E com a Eucaristia, sentimos esta pertença à Igreja, ao povo de Deus, ao Corpo de Deus, a Jesus Cristo. Nunca terminará em nós o seu valor e a sua riqueza. Por isso, pedimos que este sacramento possa continuar a manter viva na Igreja a sua presença e a moldar as nossas comunidades na caridade e na comunhão, segundo o coração do Pai”.

[FAG id=2590]

ACESSE FOTOS DAS COMUNIDADES NESSE LINK: 

https://www.flickr.com/photos/[email protected]/albums